Juíza mantém prisão de 9 dos 10 militares que fuzilaram carro com 80 tiros

Os nove militares admitiram ter atirado contra o veículo onde estava Evaldo e sua família

A juíza Mariana Campos, da 1º auditoria da Justiça Militar, decidiu pela conversão da prisão temporária preventiva de 9 dos 10 militares presos por darem mais de 80 tiros no carro da família de Evaldo em Guadalupe, na Zona Norte.

Mais duas pessoas ficaram feridas na ação: o sogro de Evaldo e um homem que passava e tentou ajudar.

O soldado Leonardo Delfino será o único soldado que terá liberdade provisória, pois, segundo depoimentos, não atirou contra o carro. Entretanto, descumpriu regras militares como define o código militar.

O Ministério Público Militar defendeu a prisão de nove dos réus. Nos depoimentos, os nove militares admitiram ter atirado contra o veículo onde estava Evaldo e sua família.

Fonte:Metro1

Compartilhe
Comentários
Carregando...
WhatsApp chat Fale conosco
Positive SSL