‘Sob forte emoção, ocorrem erros dessa natureza’, diz Mourão sobre fuzilamento no Rio

Músico Evaldo dos Santos Rosa morreu após carro que dirigia ser atingido por ao menos 80 tiros

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, declarou, nesta sexta-feira (12), em entrevista à Rádio CBN, que “sob forte pressão e sob forte emoção” ocorrem “erros” a exemplo da ação de militares do Exército que matou a tiros de fuzil o músico Evaldo dos Santos Rosa, no Rio de Janeiro.

O carro que o músico dirigia foi alvo de ao menos 80 tiros de fuzil no domingo (7). O delegado responsável já declarou que “tudo indica” que o veículo foi fuzilado por engano.

“Houve uma série de disparos contra o veículo da família. Você vê que só uma pessoa foi atingida, então, foram disparos péssimos. Porque se fossem disparos controlados e com a devida precisão, não teria sobrado ninguém dentro do veículo. Seria pior ainda a tragédia”, disse o vice-presidente. “Sob pressão e sob forte emoção, ocorrem erros dessa natureza”, completou Mourão.

Fonte:Metro1

Compartilhe
Comentários
Carregando...
WhatsApp chat Fale conosco
Positive SSL